27/11/10


De Profundis



Encontro, algures na minha natureza, alguma coisa que me diz que não há nada no mundo que seja desprovido de sentido, e muito menos o sofrimento.
Essa qualquer coisa, escondida no mais fundo de mim, como um tesouro num campo,é a humildade.
É a última coisa que me resta, e a melhor.
Ela veio-me de dentro de mim mesmo e sei que veio no bom momento.
Não teria podido vir mais cedo nem mais tarde.
Se alguém me tivesse falada dela, tê-la-ia rejeitado.
Se ma tivessem oferecido, tê-la-ia rejeitado.
É a única coisa que contém os elementos da vida, de uma vida nova.
Entre todas as coisas ela é a mais estranha.
É somente quando perdemos todas as coisas que sabemos que a possuímos.


Oscar Wilde

22/11/10

É assim que eu te quero amor...










Assim amor, é que eu gosto de ti, tal como te vestes e como arranjas
os cabelos, e como a tua boca sorri, ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras, é assim que te quero, amada.
Ao pão não peço que me ensine, mas antes que não me falte
em cada dia que passa.

Da luz nada sei, nem donde vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie, e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me, e assim tu pão e luz e sombra és.

Chegastes à minha vida com o que trazias,
feita de luz e pão e sombra, eu te esperava,
e é assim que preciso de ti,assim que te amo,
e os que amanhã quiserem ouvir
o que não lhes direi, que o leiam aqui
e retrocedam hoje porque é cedo
para tais argumentos.

Amanhã dar-lhes-emos apenas
uma folha da árvore do nosso amor, uma folha
que há-de cair sobre a terra
como se a tivessem produzido os nosso lábios,
como um beijo caído
das nossas alturas invencíveis
para mostrar o fogo e a ternura
de um amor verdadeiro.