11/12/11

Intimidade



A intimidade intimida
pois nem sempre é bela
e raramente é falada
de peito aberto.


A intimidade é para poucos,
é para aqueles que não julgam
e que não destroem
com um olhar a fantasia.


A intimidade intima
à verdade
à dor, à culpa,
ao medo de não ser mais.


A intimidade não perdoa,
pois se intitula real,
traz conflitos, paradoxos,
sonhos esquecidos.


A intimidade se mostra
na despretensão de ser o que se é,
na crueza da alma,
na palavra perdida.


Adriana Roitman

Sem comentários:

Enviar um comentário