15/03/12

Liberdade


É muito oportuno explicar que um animal pode viver bem deixando-se arrastar pelos seus instintos — mas o homem não. O homem é um ser especial porque é um ser livre. Precisa de ser educado para viver de acordo com aquilo que é. Nem tudo o que ele pode fazer — roubar, mentir, drogar-se — ele deve fazê-lo. Não porque não seja livre, mas porque não lhe convém. Não se pode confundir — e muitas vezes confunde-se — a liberdade com a espontaneidade. O homem, para agir bem, deve pensar antes de actuar — coisa que os animais não fazem.
Por isso, a educação moral não tira nem diminui a liberdade do homem — muito pelo contrário! Dá-lhe luz para que — se ele quiser — possa viver de acordo com aquilo que é. É verdade que o saber moral é difícil e delicado. Mas também é verdade que vale a pena esforçar-se por obtê-lo. Porquê? Porque é o saber mais valioso para o homem. É o saber que o ensina a usar bem a sua liberdade.
(Rodrigo Lynce de Faria) 

2 comentários:

  1. Olá Nanda... Curiosamente Liberdade e Moralidade nem sempre andam de mãos dadas... é a minha opinião claro!!
    O homem tende a confundir os dois e muitas vezes isso resulta na prevaricação dos direitos :)
    Mas sou apologista da Liberdade, desde que a minha liberdade não interfira com a liberdade alheia :)

    Bjokas

    ResponderEliminar
  2. concordo com a tua opinião
    beijinhos

    ResponderEliminar