20/07/12


Incerteza

Como te poderei encontrar
Se não sei se existes na minha sorte.
Encurto o caminho para te ver…
Como poderei descobrir
Se não conheces o meu rosto;
Se me excluis da sorte.
Desejo-te tanto,
E de tanto não ter
Já nem sei quem és:
Se és a razão para te desejar
Ou simplesmente conhecer no futuro…

(Rogério Martins Simões)


Sem comentários:

Enviar um comentário