23/07/12



Não basta abrir a janela
Para ver os campos e o rio.
Não é bastante não ser cego
Para ver as árvores e flores
Alberto Caeiro

2 comentários:

  1. Para conhecer as cores, não basta vê-las. É preciso senti-las.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Exactamente, é isso mesmo que eu faço: senti-las, apreciá-las com o meu olhar, minha alma, meu toque suave.
    Beijinho

    ResponderEliminar