11/01/13



Eu te amo sem saber como, nem quando, nem onde.
Eu te amo simplesmente, sem problemas nem orgulho:
Eu te amo assim, porque eu não conheço nenhuma outra maneira de amar,
mas este, em que não há eu ou você, tão íntima, que a tua mão sobre meu peito 
é a minha mão, tão íntima que quando eu adormecer seus olhos fechar

Pablo Neruda 

Sem comentários:

Enviar um comentário