25/07/14


Concordo com as palavras e com o texto que se segue!!!

Aplaudo esta iniciativa holandesa, que acho justíssima!
Nada mais acrescento às palavras que se seguem abaixo. Está tudo dito!

É Pertinente!!
...Mas em Portugal são os Presos Coitadinhos com todos os DIREITOS E REGALIAS pagos
por todos nós Contribuintes, que eles prejudicaram e como prémio têm melhores condições de vida que os "Velhotes," cujo único Crime que cometeram, FOI TEREM ENVELHECIDO.
DIREITOS HUMANOS SÓ PARA HUMANOS QUE CUMPRAM A LEI!

Holanda vai cobrar diárias aos presos  

O Governo holandês,sàbiamentee a exemplo da Dinamarca e da Alemanha, vai impor a seus presidiários o pagamento de 16 euros por dia por ficarem atrás das grades.
O projeto de lei deriva dos acordos entre os liberais de direita e social-democratas, e busca duas coisas: obrigar o criminoso a assumir o custo de seus atos e poupar, concretamente 65 milhões de euros anuais, em despesas judiciais e policiais.
Na Holanda existem 29 presídios, sendo que, deste total, 8 foram fechados por falta de presos. 
O Governo holandês diz que o detido é parte integrante da sociedade e que, se comete um delito, tem obrigação de contribuir com os gastos inerentes.
Aqui é o contrário. Os presos não trabalham, são bem alimentados, tratados com direito a televisão, ginásios e todos os direitos hospitalares, sem taxas moderadoras, etc.,  e a família ainda recebe uma pensão. ISTO É JUSTO?
Se um dia tal medida vier a ser aplicada entre nós, devemos ter em conta 3 regimes prisionais: o actual, para os pagantes; outro de menor qualidade, do género serviços mínimos, para os que, preguiçosos, argumentem não ter meios; e, finalmente, um que corresponda aos privilégios dos que no bem-bom, "sofrem" da privação de liberdade controlada por pulseira electrónica - esses devem pagar tanto como uma diária no Ritz.
Um regime do género, traria uma notável poupança, que deverá concorrer para eliminar injustiças sociais como as que incidem sobre os pensionistas; outra medida será pôr os detidos a trabalhar para o bem comum mediante remuneração, que lhes permita satisfazer os encargos de estar preso.
Não há dúvida, ainda temos muito que aprender com estes países
que são um exemplo de bom senso e sabedoria...

Sem comentários:

Enviar um comentário