17/07/10

O Amor é o Amor


O amor é o amor, e depois?

Vamos ficar os dois a imaginar, a imaginar?
O meu peito contra o teu peito, cortando o ar.
Num leito há todo o espaço para amar!


Na nossa carne estamos sem destino, sem medo, sem pudor,
e trocamos - somos um? somos dois? espírito e calor!
O amor é o amor - e depois?!


( Alexandre O´Neill )



Palavras bonitas que vem ao encontro do que sinto por alguém muito especial na minha vida...

16/07/10

Há Palavras Que Nos Beijam


Há palavras que nos beijam

Como se tivessem boca

Palavras de amor, de esperança, de imenso amor, de esperança louca.


Palavras nuas que beijas quando a noite perde o rosto

Palavras que se recusam aos muros do teu desgosto


De repente coloridas entre palavras sem cor

Esperadas, inesperadas com a poesia ou o amor.

( O nome de quem se ama letra a letra revelado no mármore distraido

No papel abandonado )


Palavras que nos transportam aonde a noite é mais forte

Ao silêncio dos amantes abraçados contra a morte.


Bonito Poema de: Alexandre O´Neill

14/07/10

DOÍ A SAUDADE

Saudade. Palavra bonita que me faz lembrar o passado, e são saudades que doí de recordar tantas coisas boas que vivi. Saudade do tempo da minha meninice, saudade das bricadeiras que havia na altura, saudade dos amigos de escola, saudade dos passeios com os meus pais, saudade de andar de eléctrico, saudade dos autocarros verdes onde eu subia ao primeiro andar e me sentava no primeiro banco da frente como se fosse eu a conduzir, e quando chegava a altura de dar as voltas eu dizer ; não cai,não cai, não cai...

Saudade doí quando um filho está longe
Saudade doí de uma mãe e de um pai que já partiram deste mundo

Saudade doí do que fiz, e do que eu não fiz

Mas a saudade que mais doí, é a saudade de quem se ama.
Saudade dos beijos
Saudade do cheiro
Saudade do olhar
Saudade do sorrisso
Saudade de dizer constantemente eu te amo
Saudade de não saber mesmo o que fazer para afastar estes pensamentos
Das lágrimas que me caem pelo rosto, a dor do silêncio, da solidão.
Tudo isto é o que eu sinto quando me pôs a escrever estas linhas, para mim, para ti!!

Nanda