27/12/10

AMOR




Amemos! Quero de amor

Viver no teu coração!
Sofrer e amar essa dor
Que desmaia de paixão!
Na tu’alma, em teus encantos
E na tua palidez
E nos teus ardentes prantos


Suspirar de languidez!
Quero em teus lábio beber
Os teus amores do céu,
Quero em teu seio morrer
No enlevo do seio teu!
Quero viver d’esperança,
Quero tremer e sentir!
Na tua cheirosa trança


Quero sonhar e dormir!
Vem, anjo, minha donzela,
Minha’alma, meu coração!
Que noite, que noite bela!
Como é doce a viração!
E entre os suspiros do vento
Da noite ao mole frescor,
Quero viver um momento,
Morrer contigo de amor


 











10/12/10

TU





 TU

Enlouqueces-me maravilhas-me atrapalhas-me
apaixonas-me cegas-me confundes-me.
Tu inspiras-me. Tu…
Quero tanto de ti e tão próximo que anseio que fosses
o ar, o chão, as paredes, tudo.

Que tudo o que tocasse fossem os teus braços.
Que tudo o que sentisse fossem os teus lábios.
Como quando fecho os olhos e tudo o que não vejo és tu.
Como quando não durmo e tudo o que sonho és tu.
Contigo não consigo respirar. Sem ti não consigo viver.


Quero estar tão dentro de ti que nem a luz do dia exista para mim.
Quero abraçar-te tanto que todo o mundo colapse e desapareça
num pequeno ponto entre os meus braços.

Toca-me com as tuas mãos.
Faz-me desaparecer com a tua pele.
Sufoca-me na tua língua.
Arrasta-me pelo ar com o teu perfume.
Mata-me de vez.

Odeio-te porque existes.
Odeio-te porque não estás aqui.
Amo-te tanto.


De repente tomo consciência da tua ausência e faz-se noite.
Porque não me respondes quando te falo?
Porque não te sinto quando estendo o braço?
Porque te escondes!

TU
Se fosses chuva, do céu só cairiam pérolas…
E até o chão gritaria de prazer



( Luis Rodrigues )

06/12/10

Soneto de Amor




 Não me peças palavras, nem baladas, 
 Nem expressões, nem alma...Abre-me o seio,
 Deixa cair as pálpebras pesadas,
 E entre os seios me apertes sem receio.

 Na tua boca sob a minha, ao meio,
 Nossas línguas se busquem, desvairadas...
 E que os meus flancos nus vibrem no enleio
 Das tuas pernas ágeis e delgadas.

 E em duas bocas uma língua-unidos, 
 Nós trocaremos beijos e gemidos,
 Sentindo o nosso sangue misturar-se.

Depois...abre os teus olhos, minha amada!
Enterra-os bem nos meus; não digas nada... 
Deixa a Vida exprimir-se sem disfarce!

                                                        
José Régio



04/12/10

Adoração






Vi o teu rosto lindo,
Esse rosto sem par;

Contemplei-o de longe
mudo e quedo,
Como quem volta de áspero degredo


E vê ao ar subindo
O fumo do seu lar!
Vi esse olhar tocante,
De um fluido sem igual;
Suave como lâmpada sagrada,

Bem-vindo como a luz da madrugada
Que rompe ao navegante
Depois do temporal!
Vi esse corpo de ave,
Que parece que vai
Levado como o Sol ou como a Lua


Sem encontrar beleza igual à sua;
Majestoso e suave,
Que surpreende e atrai!
Atrai e não me atrevo
A contemplá-lo bem;


Porque espalha o teu rosto
uma luz santa,
Uma luz que me prende
e que me encanta
Naquele santo enlevo
De um filho em sua mãe!


Tremo apenas pressinto
A tua aparição,
E se me aproximasse mais,
bastava
Pôr os olhos nos teus,
ajoelhava!
Não é amor que eu sinto,
É uma adoração!


Que as asas providentes
De anjo tutelar
Te abriguem sempre à sua sombra pura!
A mim basta-me só esta ventura
De ver que me consentes
Olhar de longe... olhar!

João de Deus



03/12/10

A Felicidade Realista





A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote

louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguer, a comida e o cinema:
queremos a piscina, e uma temporada num spa cinco estrelas.

E quanto ao amor? Ah, o amor! não basta termos alguém com quem
podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando.
Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.
Queremos estar literalmente apaixonados, queremos ser surpreendidos
por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas
de segunda a domingo,queremos ser felizes assim, e não de outro jeito. 
É o que dá ver tanta televisão.


Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.
Ter um parceiro constante, pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você
pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um
parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente
quando se trata de amor-próprio.

Dinheiro é uma benção.
Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo.
Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se
sentir seguro, mas não aprisionado. E se a gente tem pouco, é com este pouco
que vai tentar segurar sua vida buscando coisas que saiam de graça,
como um pouco de humor,um pouco de fé e um pouco de criatividade.


Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável.
Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato,
amar sem almejar o eterno. Olhe para o relógio: hora de acordar.
É importante pensar-se ao extremo, buscar lá dentro o que nos mobiliza,
A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio.
Não sejamos vítimas ingénuas desta tal competitividade.


Se a meta está alta demais, reduza-a. Se você não está de acordo com as
regras, demita-se. Invente seu próprio jogo.
Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça de que a
felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir
embora por não perceber sua simplicidade.
Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca
inquietude no nosso coração.
Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade...


Martha Medeiros


27/11/10


De Profundis



Encontro, algures na minha natureza, alguma coisa que me diz que não há nada no mundo que seja desprovido de sentido, e muito menos o sofrimento.
Essa qualquer coisa, escondida no mais fundo de mim, como um tesouro num campo,é a humildade.
É a última coisa que me resta, e a melhor.
Ela veio-me de dentro de mim mesmo e sei que veio no bom momento.
Não teria podido vir mais cedo nem mais tarde.
Se alguém me tivesse falada dela, tê-la-ia rejeitado.
Se ma tivessem oferecido, tê-la-ia rejeitado.
É a única coisa que contém os elementos da vida, de uma vida nova.
Entre todas as coisas ela é a mais estranha.
É somente quando perdemos todas as coisas que sabemos que a possuímos.


Oscar Wilde

22/11/10

É assim que eu te quero amor...










Assim amor, é que eu gosto de ti, tal como te vestes e como arranjas
os cabelos, e como a tua boca sorri, ágil como a água
da fonte sobre as pedras puras, é assim que te quero, amada.
Ao pão não peço que me ensine, mas antes que não me falte
em cada dia que passa.

Da luz nada sei, nem donde vem nem para onde vai,
apenas quero que a luz alumie, e também não peço à noite explicações,
espero-a e envolve-me, e assim tu pão e luz e sombra és.

Chegastes à minha vida com o que trazias,
feita de luz e pão e sombra, eu te esperava,
e é assim que preciso de ti,assim que te amo,
e os que amanhã quiserem ouvir
o que não lhes direi, que o leiam aqui
e retrocedam hoje porque é cedo
para tais argumentos.

Amanhã dar-lhes-emos apenas
uma folha da árvore do nosso amor, uma folha
que há-de cair sobre a terra
como se a tivessem produzido os nosso lábios,
como um beijo caído
das nossas alturas invencíveis
para mostrar o fogo e a ternura
de um amor verdadeiro.

27/10/10




POESIA


Dá a surpresa de ser.
É alta, de um louro escuro.
Faz bem só pensar em ver
Seu corpo meio maduro.


Seus seios altos parecem
(Se ela estivesse deitada)
Dois montinhos que amanhecem
Sem ter que haver madrugada.


E a mão do seu braço branco
Assenta em palmo espalhado
Sobre a saliência do flanco
Do seu relevo tapado.


Apetece como um barco.
Tem qualquer coisa de gomo.
Meu Deus, quando é que eu embarco?
Ó fome, quando é que eu como?




( Fernando Pessoa )




Como eu desejo a que ali vai na rua,
Tão ágil, tão agreste, tão de amor...
Como eu quisera emaranhá-la nua,
Bebê-la em espasmos de harmonia e cor!...

Desejo errado... Se a tivera um dia,
Toda sem véus, a carne estilizada
Sob o meu corpo arfando transbordada,
Nem mesmo assim — ó ânsia! — eu a teria...


Eu vibraria só agonizante
Sobre o seu corpo de êxtases dourados,
Se fosse aqueles seios transtornados,
Se fosse aquele sexo aglutinante...

De embate ao meu amor todo me ruo,
E vejo-me em destroço até vencendo:
É que eu teria só, sentindo e sendo
Aquilo que estrebucho e não possuo.

Mário de Sá-Carneiro (1890-1916)






17/10/10

O Doce Sabor de uma Mulher Deslumbrante



Uma mulher deslumbrante não é aquela que mais
homens tem a seus pés.
Mas sim aquela que tem apenas um que a faça
realmente feliz.

Uma mulher formosa não é a mais jovem.
Nem a mais frágil, nem aquela que tem a pele
mais sedosa ou o cabelo mais chamativo.
É aquela que com apenas um sorriso franco e aberto
e um bom conselho pode alegrar-te a vida.


Uma mulher de valor não,é aquela que tem mais
títulos ou cargos academicos,
e sim aquela que sacrifica seus sonhos temporariamente
para fazer felizes os demais.

Uma mulher deslumbrante não é aquela mais ardente
e sim a que vibra ao fazer amor somente
com o homem que ama.

Uma mulher deslumbrante não é aquela que se sente adulada
e admirada por sua beleza e elegancia,
E sim aquela mulher firme de caráter.
Que pode dizer "Não".

E um Homem...

Um homem deslumbrante é aquele que
valoriza uma mulher assim...
Que se sente orgulhoso de tê-la como companheira...
Que sabe acaricia-la como um músico virtuoso toca
seu amado instrumento...

Que luta a seu lado compartilhando todas as suas tarefas,
desde lavar pratos e preparar a mesa, até devolver
as massagens e o carinho que ela te proporcionou antes.

A verdade, companheiros homens é que as mulheres
com mania de serem "mandonas" não levam vantagens...
Que tolos temos sido e somos quando valorizamos
um presente somente pela vistosidade do pacote...
Tolo e mil vezes tolo o homem que
come sobras na rua, tendo um
deslumbrante manjar em casa!

Esse texto é para as mulheres
deslumbrantes, para reforçar
sua auto estima e para os homens
meditarem sobre isto.


(Gabriel Garcia Márquez).



09/10/10

Bailarina, Sonho de Menina




Como acontece de vez enquanto, dou comigo nos meus pensamentos, e hoje recuei no tempo da minha infância, devia ter os meus 5 anos, e tinha um sonho; sonho de ser bailarina. 
Sempre gostei da dança, e lembro-me que naquela altura davam muitos programas de bailado na televisão, e eu seguia-os com muito atenção, ficava fascinada.Todos aqueles vestidos lindos cheios de folhos, os penteados, as sapatilhas de pontas, pareciam umas princesas, os cenários, a musica, tudo me fazia sonhar.
Meu pai achava uma graça assim que entrava na sala de jantar e lá estava eu em bicos de pés, dançando á volta da mesa e das cadeiras fazento exactamente tudo o que via.
Foi apenas um dos muitos sonhos de criança, e que ainda os mantenho bem vivos dentro de mim.


( Memórias )
Nanda

08/10/10

Fé...





A Fé aplica-se a tudo permitindo fazer coisas aparentemente impossíveis,
é como uma força geradora, leva-nos à realização de muita coisa que, à primeira vista,
nos parece impossível. A Fé é uma força interior que nos pode ajudar.
Há casos de doenças que, em pessoas optimistas, são vencidas contra todas as expectativas.


A Fé, ampara-nos, ajudando a descobrir o mistério da vida e a redescobrir-nos.
É preciso procurarmos a Fé, não desistir nunca de a termos dentro de nós,
por mais que certas pessoas não acreditem muito dela quando passam por situações
de desespero ou, entre elas a perda de alguém...
Penso que sem fé o ser humano nunca conseguiria chegar além de todas as coisas existentes.
Eu tenho a minha Fé! ela faz parte do meu ser!


Nanda

Difícil a Perda, Saudade Permanente






A morte é sempre dificil de compreender e aceitar.
Sei que eles não sairam da minha vida para sempre.
Eles estão comigo agora, e hão-de estar sempre
Sei que a dor que ainda sinto em mim irá desaparecer e
a seu tempo será substituida pelo amor e as
recordações da minha infância com eles.

Dessa forma manterei vivos neste mundo
durante o tempo que viverei.
Pai, Mãe, sei que vos tenho todos os dias ao meu lado
para me confortarem nos momentos mais difíceis e
cuidando de mim através de uma outra força
maravilhosa
A vossa presença é sempre constante no meu
pensamento, e moram bem dentro do meu coração
Eu vos amo...




(Aos meus pais)
Nanda

07/10/10

Mudança




Tenho esperança num amanhã melhor.
Tento não me preocupar com possiveis fracassos de hoje,
porque sei que as coisas serão melhores amanhã, e esperando
que algo de bom possa acontecer e não receando, pois naturalmente
será melhor que o dia de hoje.
Irei encarar a vida com optimismo e muita esperança, pois sei que
me acontecerão coisas valiosas.

Vamos precisar de ao longo da nossa vida de tomar muitas decisões
Essas decisões exigem por vezes uma mudança
Se houver alguma coisa na nossa vida que nos torne infelizes podemos
ter de a alterar.
As mudanças podem ser ás vezes dificeis mas não devemos ter medo delas.

Se seguirmos o nosso coração e ao mesmo tempo pensarmos nas pessoas
que estão á nossa volta, a mudança melhorará a nossa vida.
Basta acreditar... a vida nos dá tantas coisas boas e oportunidades que não
devemos desperdiçar.

Por vezes as mais pequeninas coisas e os mais pequenos gestos nos dão
tanta alegria, que tudo o resto se torna insignificante
quando olhamos para quem ostenta tanta riqueza e não são pessoas felizes.

Nanda





01/10/10

ATRAVÉS DE UM OLHAR



Um olhar pode falar, dizer quase tudo
Diz o que vai no coração só porque o olhar é mudo.
Um olhar fala por nós, diz-nos o que queremos ouvir.
Ele pode fazer-nos tremer
E pode fazer-nos sorrir.

Um olhar diz-nos palavras, doces, ternas
que enche-nos o coração
Faz-nos sentir desejadas, e como por
magia desperta-nos a paixão.

Um olhar diz-nos o que nos vai na alma
O que vai no coração.
 Diz-nos quase tudo
Alegria, tristeza,dôr,
Saudade, e amor



29/09/10

A GENTE SE ACOSTUMA MAS NÃO DEVIAMOS



A gente se acostuma a morar em apartamento e não ver a vista que não sejam as janelas ao redor. E porque não tem vista logo se acostuma a não olhar para fora. E porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas. E porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz, á medida que se acostuma, se esquece do sol, se esquece do ar, esquece da beleza ao seu redor.



A gente se acostuma a acordar sobressaltado porque está na hora. A tomar café a correr porque está atrasado. A ler o jornal no transporte porque não pode perder tempo. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite, dormir no autocarro porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.


A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra, a miséria, a politica, A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisa tanto ser visto.
A gente se acostuma a pagar por tudo o que se deseja e necessita. E a lutar para ganhar com que pagar as suas contas. Se acostuma a estar em filas e esperar e esperar. A não reclamar do que está verdadeiramente mal. E a ganhar menos do que precisa. E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagará mais. E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro.


A gente se acostuma à poluição, às salas fechadas de ar condicionado e ao cheiro de cigarros. À luz artificial. Ao choque que os olhos levam à luz natural. À contaminação da água do mar. À morte lenta dos rios. Se acostuma a não ouvir passarinhos.
A gente se acostuma a coisas demais para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá.


Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana. E se no fim de semana não há muito que fazer, a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem muito sono atrasado.A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, de tanto acostumar, se perde de si mesma.




27/09/10

O Meu Corpo no Teu





Esperas pelo tempo, na vontade que este te leve até mim. Seguras entre tuas mãos o gosto suave do meu corpo, essência minha que em ti deixei. Á noite olhas as estrelas, perguntas-te qual delas tem o meu brilho, onde habita o meu corpo, lágrima solta que se desprende na saudade de me teres bem perto de ti.

Olho-te, longe, como única estrela em meu firmamento, aqui apenas tu reflectes nela o teu olhar. O teu amor sustenta o meu corpo, alimento puro, que na distância mata a sede, absorve a tristeza e me dá a esperança que guardo em meu peito.

Recebo o toque suave de teus dedos, as palavras e frases que recolho e guardo em mim como tesouro escondido, como sonho que me atrevo a sonhar acordada. Sopro com a suavidade da tua pele o amor que ofereço pelas formas que recordo ainda do teu corpo que tanto me delicío e amo.
O tempo espera-nos mais adiante, no caminho do nosso destino, para juntar o dia e a noite,
o teu corpo e o meu.

24/09/10

Momentos




Existe momentos na vida em que sinto a falta do passado,
que o que mais queremos é sair do sonho e voltar no tempo.
Sonho com aquilo que quero, sou o que quero ser,
porque apenas tenho uma vida nesta,
e nela só tenho uma chance de fazer aquilo que quero.


Tenho felicidade bastante para fazê-la doce e harmoniosa
dificuldades para fazê-la forte
tristeza para fazê-la humana, e esperança para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades
que aparecem em seus caminhos.
A vida não é de se brincar porque em um belo dia deixamos de existir.

Nos Teus Braços



Nos teus braços me deixei levar,
pela magia do teu olhar esqueci problemas
e, me lembro de teu amor apenas
nas formas especiais de nós dois.


Nos guiamos até pelos nossos silêncios
em fantasias até no pensar
na nossa capacidade de se amar.


Para ter teu amor fiz loucuras
andei muito tempo sozinha,
mas teu amor chegou para me resgatar da solidão
e acender de novo o meu coração.


Nossos encontros são verdades
que se transformam em alegrias.
Nosso amor vem sem mentiras,
faz a alma delirar.
e nossos corações ainda mais se amar.


Mas o que mais amo em ti
é o facto de que quando estou em teus braços,
eu esqueço o mundo, esqueço os meus passos
e o que resta é apenas a junção de todos os pedaços
do meu coração, que tu fizeste questão de
juntar e em uma nova pessoa transformar.

22/09/10

Metade


Metade



Que a força do medo que tenho,
não me impeça de ver o que anseio.
Que a morte de tudo o que acredito não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito,
mas a outra metade é silêncio.


Que a música que eu ouço ao longe,
seja linda, ainda que tristeza.
Que a mulher que eu amo seja para sempre amada mesmo que distante
Porque metade de mim é partida
mas a outra metade é saudade.


Que as palavras que eu falo não sejam ouvidas como prece,
e nem repetidas com fervor; apenas respeitadas,
como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos...
Porque metade de mim é o que ouço,
mas a outra metade é o que calo.


Que essa minha vontade de ir embora se transforme na calma e na paz que eu mereço...
E que essa tensão que me coroe por dentro seja um dia recompensada.
Porque metade de mim é o que eu penso
mas a outra metade é um vulcão.


Que o medo da solidão se afaste,
e que o convívio comigo mesmo,
se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflicta em meu rosto,
um doce sorriso, que me lembro ter dado na infância
Porque metade de mim é a lembrança do que fui,
a outra metade eu não sei.


Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
 para me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais.
Porque metade de mim é abrigo,
mas a outra metade é cansaço.


Que a arte nos aponte uma resposta,
mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar porque é preciso
simplicidade para fazê-la florescer
Porque metade de mim é platéia,
e a outra metade é canção


E que a minha loucura seja perdoada,
Porque metade de mim é amor,e a outra metade...também.


( Pablo Neruda )

Ah, Que Saudade



















Ah, esse teu perfume que me deixa
saudade, e desperta doce lembrança,
ainda estás nas minhas mãos...

Ah, esse teu olhar que invade
e me desnuda a alma de desejo
e desperta doce lembrança.
Ainda estás no meu olhar.

Ah, esse teu corpo que se entrega
e se perde na carícia, no beijo, e que
recebe meu corpo quase cego,
e desperta doce lembrança,

Ah, esse amor que me sufoca e conforta,
é alimento, é vida...
ah, essa saudade que sinto a todo instante...
e desperta doce lembrança,
a certeza de que vivo, de que amo...

19/09/10

O Amor Maduro




















O amor maduro não é menor em intensidade.
Ele é apenas silencioso.
Não é menor em extensão.
É mais definido colorido e não carece de demonstrações.
Presenteia com a verdade do sentimento.
Não precisa de presenças exigidas.
Amplia-se com as ausências significativas.
O amor maduro tem  problemas sim, como tudo.
Mas vive dos problemas da felicidade.
Problemas da felicidade são formas trabalhosas
de construir o bem, o prazer.
Problemas da infelicidade não interessam ao amor maduro.

Na felicidade está o encontro de peles, o ficar com o gosto da boca
e do cheiro do outro, está a compreensão antecipada, a adivinhação,
o presente de valor interior, a emoção vivida em conjunto,
o prazer de conviver, as conversas a dois, o equilíbrio de espírito
e o prazer sexual.
O amor maduro é a valorização do melhor do outro
e a relação com a parte salva de cada pessoa.


Ele não pede, tem.
Não reivindica, consegue.
Não percebe, recebe.
Não exige, oferece.
Não pergunta, adivinha.
Existe, para fazer feliz.

Deus Existe
















Muitas pessoas não acreditam em Deus, que ele existe realmente.
Eu acredito! ele existe em cada ser vivo, em cada sorriso de uma criança,
No ciclo da natureza, em quem semeia a bondade
e pratica o bem, a quem ajuda o proximo,
quem trabalha  para dar de comer aos seus filhos.
Podemos sentir Deus dentro do nós , no nosso coração...
Deus é paz,
Deus é a esperança, e o alento de que está aflito,
Ele é o criador do universo, do ar, da luz, do amor e da aliança
entre o ser humano.
Ele é a justiça perfeita, que emana do coração.
Deus é Divino de tal sorte, que sendo a essencia da vida
é o descanso na morte...
Não há vida sem volta e não há volta sem vida
A morte não é a morte, é só a porta da vida.
Eu acredito na sua existência, em tudo o que ele
tem feito por mim, me dando forças, 
me guiando pelo bom caminho e fazendo as coisas certas.
Ele está entre nós... Sempre

Amor

Leio o amor do livro da tua pele;

demoro-me em cada sílaba, no sulco macio
das vogais, num breve obstáculo
de consoantes, em que os meus dedos
penetram, até chegarem
ao fundo dos sentidos. Desfolho
as páginas que o teu desejo me abre,
ouvindo o murmúrio de um roçar
de palavras que se juntam como corpos
no abraço de cada frase.
E chego ao fim para voltar ao principio,
decorando o que já sei, e é sempre novo
quando o leio na tua pele.


Poema de Nuno Júdice
                                                              .


18/09/10

Entre o Olhar e o Coração


Entre o olhar e o coração há um pacto distinto
bem servir um ao outro.
Quando para ver-te o olhar está faminto, ou a
suspirar de amor o coração se afoga, o olhar desfruta
o retrato de meu amor.

E o coração ao banquete convida e o olhar a tomar
parte é convidado.
Assim, por meu amor ou a tua imagem, és sempre
presente ainda que distante, pois não podes do
pensar ir mais além se estou com ele em ti a todo
o instante.

Se adormecem, a tua imagem na minha visão desperta
ao deleite vista e coração.

17/09/10

Soneto " William Shakespeare "





















De almas sinceras a união sincera

Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera
Ou se vacila ao mínimo temor.


Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante
Cujo valor se ignora, lá na altura.

Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfanje não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora


Antes se afirma, para a eternidade.
Se isto é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.

15/09/10

Para Sempre Mâe

Porque Deus permite que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite, é tempo sem hora, luz que não apaga
quando sopra o vento e a chuva desaba.
Veludo escondido na pele enrugada, água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece com o que é breve e passa sem deixar
vestígio. Mãe, na sua graça é eternidade.
Porque deus se lembra " mistério profundo " de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo, baixava uma lei:

Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre junto do seu filho e ele, velho embora,
será pequenino feito grão de milho.

 Carlos Drummond de Andrade

( A ti te dedico minha Mãe! )

13/09/10

Para atravessar contigo o deserto do mundo


Para atravessar contigo o deserto do mundo



Para enfrentarmos juntos o terror da morte
Para ver a verdade, para perder o medo
Ao lado dos teus passos caminhei
Por ti deixei meu reino meu segredo.


Minha rápida noite meu silêncio
Minha pérola redonda e seu oriente
Meu espelho minha vida minha imagem
E abandonei os jardins do paraíso.


Cá fora à luz sem véu do dia duro
Sem os espelhos vi que estava nua
E ao descampado se chamava tempo
Por isso com teus gestos me vestiste
E aprendi a viver em pleno vento.




(Sophia de Mello Breyner Andresen)

11/09/10

LÁGRIMAS OCULTAS

Lágrimas Ocultas

Se me ponho a cismar em outras eras
Em que ri e cantei, em que era querida,
Parece-me que foi noutras esferas,
Parece-me que foi numa outra vida ...






E a minha triste boca dolorida,
Que dantes tinha o rir das primaveras,
Esbate as linhas graves e severas
E cai num abandono de esquecida!






E fico, pensativa, olhando o vago ...
Toma a brandura plácida dum lago
O meu rosto de monja de marfim ...





E as lágrimas que choro, branca e calma,
Ninguém as vê brotar dentro da alma!
Ninguém as vê cair dentro de mim!





( Florbela Espanca )



05/09/10

Os sacrificios criam laços eternos.

Por que é que os meus filhos não são para mim o mesmo que as outras crianças? Não é apenas por serem do meu sangue; é, principalmente, porque me desgastei imenso para os tornar saudáveis, fortes, íntegros; porque cuidei deles; porque tive paciência; porque passei algumas noites sem dormir; porque me afligi, me preocupei e chorei. Há tanto de mim naquilo que eles são que, de algum modo, vivo neles e a sua vida é a minha vida.
São a minha razão de viver.

10/08/10

POR TEU AMOR

O meu poema tem corpo alma e voz.
Tem todas aquelas coisas que te dei.
Que nas palavras sentidas falo de nós
e tu sabes que me escrevo como sei ainda 
que teu nome eu abrace a sós.

O meu poema tem o rosto e a imagem de tudo
o que encontras quando vens.
Com tua boca deixar o corpo na viagem das
palavras onde estás, onde me tens, igual ao
que sou nesta terra selvagem.

O amor não tem muito mais que poesia.
Que mesmo no silêncio a alma respira o perfume
de um poema que nos sacia com um sentir que nos
toca e suspira para mostrar outro mundo em cada dia.

No meu poema não cai o esquecimento que já o todo
se ergue para arrebatar a mão que escreve no doce momento
em que me encontras com o teu olhar e pôes no coração
todo esse sentimento.

Se no quebrar da onda o mar te deixar, o poeta com o seu
canto de emoções terás o ser que nasceu para te abraçar,
e contigo ficar em sublimes sensações a devorar os dias
no desejo de te amar.

No meu poema a inspiração já se deitou.
No quarto onde temos só uma janela, que abrindo,
a lua entra, porque te dou o beijo da palavra, e o que
sobra dela sempre que me queiras tal como eu sou.

09/08/10

DESASOSSEGO

Sinto nas horas, o desasossego de estar...
tão perto e tão longe do que tu me dás,
lá fora o mundo corre, e eu sem o notar
fecho as janelas, onde sei que não estás
que só me interessa, o teu ser encontrar.

Nossos momentos escorrem nesta espera
vejo nitidamente até os beijos que te dei
e cobrindo teu corpo com instinto de fera
nele, gota a gota, o néctar do amor deixei...
que de ti, já tinha, o perfume da primavera.

Beijo a imaginação dos meus dedos a cair
como chuva de sentidos que vai escorrer
por cada gemido que em tua boca sumir
para dar lugar aos nossos actos de prazer
e assim contigo o outro mundo descobrir...

Sei que, nesta minha espera, já aconteceu
um desasossego que me leva a desejar ter
sempre um antes e depois neste céu
onde te vejo abraçada a mim para falar...
dos sonhos que construimos só tu e eu.

A madrugada tem silêncios por onde vou
quero em cada hora deixar o meu passado
e olhando o futuro vejo que contigo estou.
É o teu amor que me faz sentir mais amado
é a ti que quero, e sempre meu ser sonhou.

F.Corte Real

06/08/10

No Limiar do Sonho

                Sabe tão bem...
Quando o silêncio da noite vem a cair
haver nos olhos o brilho da felicidade
haver alguém a nosso lado para amar.
               Sabe tão bem...

Fazer amor e aninhado ficar a sonhar
que voamos sobre as luzes da cidade
tendo o céu para desvendar e colorir.
                Sabe tão bem...

Puxar os lençóis para sentir o outro calor
mover o corpo no sentido de encontrar o
apelo do desejo que o sono engana.
                Sabe tão bem...

Deixar correr o pensamento que emana
e nesse momento saber onde procurar
tudo o que é preciso para viver o amor.
               Sabe tão bem...

Adormecer com uma esperança já definida
no sorriso em que nossa boca aflora o dia
ciente que o amanhã virá com a verdade.
               Sabe tão bem...

Por fim haver a força que faz da realidade
uma passagem para ir feliz na companhia
de tudo o que sabe tão bem em nossa vida.


( Poema de F. Corte Real )

31/07/10

Antonio Feio


Deixo aqui a minha grande admiração a um ser humano fantáscico,
um excelente actor, e excelente profíssional.
" Antonio Feio "
Deixou-nos físicamente,
mas o seu espírito continua entre nós...esse, não morre!
Palavras para quê!
Um ser humano de excelência...
Nanda,

30/07/10


PRIMEIRO A TUA MÃO,

Primeiro a tua mão sobre o meu seio,

Depois o pé - o meu - sobre o teu pé.

Logo o roçar urgente do joelho

e o ventre mais á frente na maré.


É a onda do ombro que se instala

É a linha do dorso que se inscreve.

A mão agora impõe, já não embala mas o beijo

é carícia, de tão leve.


O corpo roda; quer mais pele, mais quente.

A boca exige; quer mais sal mais morno.

Já não á gesto que se não invente, ímpeto

que não ache um abandono.


Então já a maré subiu de vez.

É todo o mar que ímunda a nossa cama.

Afogados de amor e de nudez somos a maré alta

de quem ama.


Por fim o sono calmo, que não é senão ternura, intimidade,

enleio: o meu pé descansando no teu pé, a tua mão

dormindo no meu seio.


( Bonito Poema de Rosa Lobato Faria )